Opinião

ABIH Nacional apóia Sistema S

Artigo do Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional), Manoel Cardoso Linhares destacando a importância das instituições integrantes do Sistema S

O Brasil precisa conhecer melhor o inestimável serviço prestado à educação nacional, principalmente em um setor em que área pública pouco se dedicou: a formação profissional das atividades essenciais ao setor de serviços e negócios.

Exercendo a presidência da Associação Brasileira da Indústra de Hotéis - ABIH Nacional posso testemunhar a importância do Sistema S, e de forma específica o SENAC na preparação de mão de obra para o setor hoteleiro, de gastronomia e atividades afins. Se não bastasse o nível de educação prestada, é de se ressaltar o significado da formação de jovens a custos reduzidos, contribuindo para diminuir o déficit de desemprego que atinge nos dias atuais a taxa de 11%, mercês da ausência de qualificação do trabalhador brasileiro.

Nesta hora em que o governo busca o aquecimento da economia, necessário se faz apoiar a iniciativa privada, em áreas como a do Sistema S para, de mãos dadas alavancarem o nível de preparação de escolaridade e qualificação profissional de jovens e adultos.

Convidamos a pública administração a nos visitar e conhecer de perto resultados, bem expressos em pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria em que atesta quanto mais o brasileiro conhece o Sistema S, mais o aprova. Entre os entrevistados, mais de 94% considera ótimo ou bom e o SESI obteve 91%. O SENAI em seus 76 anos de existência já formou aproximadamente 73 milhões de trabalhadores para o Brasil.

Nessa linha de atuação, o Senac conta com cinco hotéis escolas, em São Paulo, no Espirito Santo e em Minas Gerais e, o Senac, há anos forma garçons, maitres e chefes de cozinha que estão hoje espalhados nos melhores restaurantes do país e do mundo. Também há a formação dada a camareiras, governantas, guia turísticos e muitas outras especializações essenciais na economia do turismo.

Ao longo desses anos, o SESC proporciona, com seus Centros de Lazer e Entretenimento, o fomento das artes em todo país, ampliando a atuação de artistas dos mais diversos campos de atuação e formando platéia. A terceira idade do Brasil é outra beneficiada ao poder usar as instalações do SESC em muitos municípios, assim como os funcionários que trabalham no setor de turismo podem se beneficiar ao programar suas férias de forma econômica e agradável, com valores reduzidos.

Nós que temos a honra de presidir a ABIH Nacional registramos com imensa satisfação os elevados índices de qualidade dos profissionais egressos do Sistema S, mormente do setor de hotelaria onde fortificam com excelência nos serviços realizados.

Digno de registro a ação desenvolvida pelo SEBRAE no setor do turismo no biênio 2017/2018 na ordem de 93 milhões em 149 projetos destacando-se o “destino turístico inteligente”. Dos clientes atendidos, 90% das empresas são pequenos negócios. O Ceará em 2018 teve seis projetos de turismo aprovados com investimento de 5,7 milhões.

Muito mais poderia afirmar em apoio ao Sistema S, nesta hora em que o governo se debate com os elevados custos da pública administração, em direcionando seu foco para apoiar iniciativas deste porte, estimulando os que fazem a riqueza nacional, investindo em educação, cultura e emprego, recebendo o aplauso da população.

As portas estão abertas para o novo tempo que se inaugura no país.

Manoel Cardoso Linhares

Presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis -  ABIH Nacional