Caso de sucesso

Programa gera possibilidades de melhoria entre os bovinocultores de Jaguaretama

Os produtores participantes esperam aumentar a produção, reduzir os custos com alimentação e garantir o melhoramento genético do rebanho

A Prefeitura de Jaguaretama através da Secretaria do Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, com apoio comunitário e a adesão do Escritório Regional do Sebrae no Baixo Jaguaribe, desenvolveu, no final do ano passado, o Programa de Melhoramento da Gestão do Rebanho Bovino do município. Realizado de setembro a dezembro de 2020, o Programa atendeu, no período, a 30 produtores de leite interessados em aprimorar os conceitos da produção intensiva, visando tornar a atividade economicamente viável no município, através da gestão eficiente da propriedade com a implantação dos controles dos dados econômicos/financeiros, zootécnicos e agronômicos e o melhoramento genético do rebanho.

Após quatro meses de intervenção propostos pelo programa, os resultados mostraram a eficiência da iniciativa, transformando-a em um caso de sucesso. De setembro a dezembro/2020, só em relação à compra coletiva de insumos, os produtores conseguiram uma economia de R$ 4.686,00 além de, com a boa gestão dos controles financeiros, terem otimizado ferramentas como fluxo de caixa, contas a pagar e a receber, análise de investimento, rentabilidade e lucratividade da atividade.

Outras ações

Em 120 dias, o Programa focou na recuperação de pastagens, a partir da coleta de mostras do solo para análise da fertilidade e da sua estrutura física, para possíveis correções e adubações. Além disso, o número de produtores com área irrigada para pastejo aumentou em 100% ( de 2 para 4). Também foi implantado o cultivo de palma forrageira em sete propriedades, com um incremento de 230% de área cultivada e a produção de 30 mil raquetes, o que reduziu em 15% o custo com alimentação.

Além disso, antes da implantação do projeto, apenas oito, ou seja, 26% dos produtores usavam inseminação artificial. Agora, todos os 30 envolvidos no programa usam essa tecnologia nos seus rebanhos.

Com todas essas ações, a previsão para esse ano de 2021 é de aumento da produção de leite e incremento no número de nascimentos de bezerros graças à adoção de inseminação artificial.