Opinião

Empreendedorismo nas escolas

Artigo do superintendente do Sebrae publicado no Jornal O Povo, na edição de 04 de fevereiro de 2019

A partir desse ano, a disciplina do “Empreendedorismo e Protagonismo” fará parte da grade curricular do Ensino Fundamental e Médio das Escolas da Rede Pública mantidas pelo Governo do Estado do Ceará. Assim, o Estado, que já é uma referência nacional em educação de tempo integral e que tem um exitoso programa de ensino profissionalizante nas escolas, dá mais um passo no sentido de contribuir positivamente na formação de uma geração de jovens cada vez mais preparados para as oportunidade e desafios do século XXI.

A cultura empreendedora é uma forte aliada da educação tradicional, pois estimula o indivíduo a adquirir autonomia por meio do desenvolvimento do raciocínio e criatividade. Ciente desta realidade, o Sebrae já vem buscando disseminar a cultura do empreendedorismo e incentivar o protagonismo juvenil, por intermédio de seu programa de educação empreendedora. No Ceará, desde 2013, esse programa do Sebrae já levou o ensino do empreendedorismo para mais de 140 mil estudantes do estado. Em 2018, foram beneficiados mais de 40 mil alunos dos ensinos fundamental, médio e superior de escolas das redes públicas e privadas do estado.

O programa atua capacitando professores e alunos, em duas frentes: o desenvolvimento de competências empreendedoras e a possibilidade de inserção sustentada no mundo do trabalho. A ideia é, mediante o ensino do empreendedorismo, contribuir para que jovens tenham plena capacidade de modificar o ambiente em que vivem. Portanto, esperamos que educação e empreendedorismo articulem-se na busca de um futuro melhor para a juventude.

Queremos que estes estudantes possam, a partir das capacitações, assumir o papel de protagonista em nossa sociedade e contribuir para o desenvolvimento de suas comunidades, municípios e do estado do Ceará. Vale lembrar que os números expressivos deste programa só são possíveis graças ao empenho de um corpo técnico e de consultores do Sebrae, aliado ao estabelecimento de parcerias estratégicas com o Governo do Estado, Prefeituras, Escolas Públicas e Privadas, Professores, Pais e os próprios estudantes, os protagonistas deste processo. 

Joaquim Cartaxo – arquiteto urbanista e superintendente do Sebrae CE